Desgostos de amor e Sam Smith



"How do you sleep when you lie to me?" levou-me ao meu primeiro namoro de longa duração e em que o fulano me traiu. Ora traição é a pior coisa que podem fazer a um escorpião e foi duro de digerir nos anos que se seguiram. Embora não me orgulhe, e não o tenha feito de propósito, acabou por ser traído mais tarde enquanto as coisas iam e vinham. Parece que aquele "acerto de contas" ou karma is a bitch acabou por dar um empurrão para começar a curar a(s) ferida(s).

Por isso quando ouvi esta música lembrei-me imediatamente dessa relação porque a pergunta encaixou bem naquela experiência e era, de certa forma, a pergunta que os amigos em comum faziam ao tipo: "Como é que consegues dormir à noite sabendo que mentes?". Embora hoje me ria desse passado e da cara de pau do fulano que, anos depois, quando me encontrou no facebook teve a lata de escrever "Ainda pensas no que se passou? Já era tempo de perdoares isso!!!". Pois bem, nunca foi perdoado, ou esquecido, apenas ficou bem catalogado e arquivado para hoje falar disso abertamente, de forma resolvida e tranquila.

O Sam Smith têm um tom de voz bem único e altamente sensual, não acham? Na minha opinião os temas dele que falam sobre desgostos de amor transformam-se em músicas sensuais e ótimas para fazer coreografias, prova disso uma sugestão a seguir para verem.



O que poderia desencadear o cair de uma lágrima acaba por estimular os sentidos e o corpo a balancear ao som da sua voz. Mas para quem quiser purgar traumas, desgostos e maus amores pode e deve fazê-lo através da música, porque não? Já que confidenciei uma pequena história em cima posso revelar que ouvir London Grammar já me ajudou bastante a resolver o fim de uma relação cá no meu cantinho a seu tempo. Eventualmente poderei vir a escrever sobre isso e contar como pode existir uma música que encaixa perfeitamente no que se está a viver no momento, como se tivesse sido escrita para nós - sincronicidade.

Comentários